Menu

UCS no ranking das melhores: parabéns aos professores!

O Brasil saltou de 35 para 46 universidades na listagem

A Universidade de Caxias do Sul (UCS) aparece, pela primeira vez, entre as melhores universidades do mundo, conforme ranking da revista britânica Times Higher Education (THE) divulgada na quarta-feira (11/09).

A diretoria do Sinpro/Caxias acredita que a qualidade em qualquer instituição de ensino está intimamente vinculada ao desempenho do trabalho docente. Neste sentido, cumprimenta os professores da UCS pelo resultado.

Foram avaliadas 1.396 instituições de ensino superior de 92 países diferentes. O Brasil é o sétimo país com maior representação no ranking, pois 46 universidades foram avaliadas, 11 a mais do que no ano passado. Neste cenário, a UCS se classifica em 13º lugar e ocupa a terceira posição entre as privadas e comunitárias no país. No RS foram avaliadas sete instituições, sendo que a UCS ficou entre as quatro melhores. Duas gaúchas estão entre as mil melhores do mundo, a UFRGS e a PUC-RS.

Os critérios de avaliação utilizados pela revista foram ensino, pesquisa, citações, internacionalização e receitas obtidas com a indústria (que indica a transferência de tecnologia ao mercado).

Muito a melhorar

O Brasil cresceu em relação a 2018, pois saltou de 35 para 46 universidades na listagem, ultrapassando países como Chile, Itália e Espanha.  A editora do ranking da THE, Ellie BothWell, afirma no texto oficial divulgado que é uma conquista ser o sétimo país em representação e que isso trará visibilidade e presença do Brasil no cenário mundial. Mas ela lamenta o desempenho qualitativo, considerando que somente 12 brasileiras estão entre as mil melhores e que no ano passado eram 15. A culpa disso, para Ellie, são as questões de financiamento e a falta de uma estratégia para o ensino. Ela critica ainda a “crescente hostilidade do governo atual em relação à educação superior” e demonstra preocupação com o futuro das universidades brasileiras.

Destaque para as públicas

As universidades públicas destacam-se no ranking. Das 12 que se situam entre as mil melhores, dez são estaduais ou federais. A coleta de dados foi realizada em março de 2019, sobre informações referentes a 2017, portanto foi anterior ao contingenciamento de verbas determinado pelo governo federal.

A instituição mais bem colocada, não só do Brasil, mas da América Latina, é a USP, figurando entre as 300 melhores do mundo. A instituição privada mais bem colocada é a PUC-Rio, entre as 800 melhores.

Fontes: Site da UCS, Educação UOL, Folha de São Paulo, site da UFSC.