Menu

Sinpro-Caxias reivindica proteção da vida e da saúde dos professores em reunião com o patronal

As entidades sindicais representativas de professores e funcionários já se preocupam há bastante com o cenário pós-pandemia

A partir de solicitação dos sindicatos, foi realizada uma reunião com o Sinepe/RS - que representa as instituições de ensino - para debater sobre os protocolos de retorno às aulas presenciais.

As entidades sindicais representativas de professores e funcionários já se preocupam há bastante com o cenário pós-pandemia. O assunto foi pauta de reuniões da confederação, federação, centrais sindicais e motivou notas e manifestações pela proteção da saúde e da vida A postura das entidades sindicais será a de cobrança de um rígido e completo protocolo, que garanta a segurança dos trabalhadores em educação.

Ao Sinepe/RS, o Sinpro/Caxias, juntamente com os outros dois sindicatos que representam os professores do ensino privado gaúcho (Sinpro/RS e Sinpro/Noroeste), reivindicou normas que representem proteção e segurança diante da pandemia, como questões salariais em caso de afastamento pela Covid-19, fornecimento de equipamentos de proteção individual (EPIs), distanciamento nos ambientes escolares e continuidade do trabalho remoto para professores que pertençam aos grupos de risco.

O sindicato patronal ressaltou que várias medidas dependem da publicação dos protocolos pelo Governo do Estado.

Novas reuniões serão realizadas para dar continuidade à essa negociação específica.