Menu

Seminário PNE: Metas 13, 14, 15 e 16 aborda formação docente e expectativas para o Novo Plano Nacional de Educação

Foto: Romênia Mariani

Na última terça-feira, (18/6), ocorreu o Seminário PNE que focou nas Metas 13, 14, 15 e 16 do Plano Nacional de Educação (PNE). O evento, realizado com grande participação de educadores, gestores e especialistas em educação, centrou suas discussões na formação docente, seus desafios e perspectivas, além de abordar as expectativas para o novo PNE.

Debates Sobre Formação Docente

A formação de professores foi um dos principais temas discutidos durante o seminário. Os palestrantes destacaram a importância de uma formação continuada e de qualidade para os docentes, fundamental à melhoria do ensino e aprendizado nas escolas brasileiras. Foram abordados os seguintes pontos críticos:

1. Capacitação Contínua: a necessidade de programas contínuos de capacitação para que os professores possam se atualizar e adaptar às novas metodologias e tecnologias educacionais.

2. Valorização do Professor: a importância de políticas que valorizem a carreira docente, com melhores condições de trabalho e remuneração adequada.

3. Inovação Pedagógica: incentivo ao uso de práticas pedagógicas inovadoras que possam engajar os alunos e melhorar os resultados educacionais.

Perspectivas para o Novo PNE

O seminário também foi palco para discussões sobre o futuro do PNE e as expectativas para o novo plano que está em fase final da sua elaboração. Os participantes expressaram suas ansiedades e esperanças quanto às metas que deverão ser definidas para a próxima década. Entre as principais expectativas destacadas estão:

1. Foco na Equidade: maior atenção à redução das desigualdades educacionais, garantindo que todos os alunos, independentemente de sua origem, tenham acesso a uma educação de qualidade.

2. Sustentabilidade das Políticas Educacionais: criação de políticas educacionais sustentáveis e de longo prazo, que não sejam vulneráveis às mudanças políticas.

3. Incorporação de Tecnologias: melhor integração das tecnologias na educação, preparando os alunos para os desafios do século XXI.

O evento contou também com a presença de Marta Abramo, Secretária de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres), que representou o Ministério da Educação. Em sua fala, Marta Abramo destacou os esforços do governo para apoiar a formação de professores e falou da sua preocupação com a educação a distância e com o estágio obrigatório no país, ela também reforçou o dever de o Ministério trabalhar para a construção de um novo PNE que atenda às demandas atuais da educação brasileira.

O deputado Pedro Uczai, foi o líder da bancada do evento, ao final compartilhou sua visão e expectativas para o novo PNE. Em sua fala, Uczai ressaltou a importância de um plano que não só mantenha os avanços já conquistados, mas que também seja ambicioso em termos de qualidade e equidade educacional. Falou sobre a educação Ead e a atenção aos professores. Deu destaque ao compromisso com a educação.

O Seminário PNE foi um momento crucial para a troca de ideias e definição de diretrizes que poderão influenciar significativamente o futuro da educação no Brasil. As discussões levantadas sobre a formação docente e as expectativas para o novo PNE são fundamentais para a construção de um sistema educacional mais justo e eficaz.

Fonte: Contee

Publicado pela assessoria de comunicação do Sinpro/Caxias em 21 de junho de 2024